Quão longa deve ser a sua Meta Description em 2018?

  • 28 Dezembro, 2017
  • SEO
No Comments
Alteração Meta Description para 2018

O final de 2017 trouxe um aumento no comprimento médio das Meta Descriptions utilizadas nas Páginas de Resultados de Motores de Pesquisa (SERPs).

Uma Meta Description corresponde a uma tag do código HTML que surge associada a cada página presente nos resultados de motores de pesquisa, com uma breve descrição do que a página aborda. Esta descrição surge abaixo do título da página, devendo complementá-lo com informações relevantes e que despertem o interesse do usuário em visitar a página.

Dado ser um fragmento de texto que pretende despertar a atenção de forma rápida, a Meta Description começou por ter um número de caracteres relativamente curto. Em 2015, eram raros os casos de Meta Descriptions presentes no Google que ultrapassavam o limite de 155 caracteres. No entanto, no final de novembro deste ano, a ferramenta de análise RankRanger alertou para um salto considerável no comprimento médio destes fragmentos de texto, para cerca de 230 caracteres.

Também o Search Engine Land obteve a confirmação do Google de uma alteração na forma como exibe as Meta Descriptions nos resultados de pesquisa, apostando em fragmentos de textos mais descritivos e utilitários que, por consequência, se tornam mais longos.

Será hora de ponderar as diretrizes sobre os limites das Meta Descriptions? Qual será o limite ideal para a sua Meta Description em 2018?

A MOZ – uma das maiores plataformas sobre SEO – avaliou cerca de 10 mil palavras-chave (num total de 90 mil resultados orgânicos de pesquisa), analisando o número de caracteres das várias Meta Descriptions, e nós mostramos-lhe os resultados!

 

O problema das médias

Na referida pesquisa efetuada pela MOZ, as Meta Descriptions continham, em média, 215 caracteres, um pouco abaixo dos números revelados pelo RankRanger, mas bem acima das tendências históricas.

Apesar deste número ser certamente interessante, a verdade é que deixa algumas dúvidas. Em primeiro lugar, a mediana do comprimento destes fragmentos de texto corresponde a 186 caracteres, o que sugere que alguns números mais elevados estão potencialmente a subir a média. Por outro lado, alguns fragmentos de texto são muito curtos, como por exemplo a Meta Description do site Vail.com:

Meta Description Vail.com

Da mesma forma que existem descrições demasiado curtas, outras são tão extensas que o Google corta parte do texto na página de apresentação de resultados, introduzindo reticências a partir de um certo número de caracteres. Ao avaliar esse facto, a MOZ descobriu que o mesmo ocorre, em média, em descrições com 292 caracteres, correspondendo a quase 33% das Meta Descriptions analisadas.

No entanto, examinando a distribuição de frequência do comprimento das Meta Descriptions cortadas pelo Google, o resultado foi o seguinte:

Frequência do comprimento Meta Descriptions

Ao analisar o gráfico, verifica-se um pico claro no corte de Meta Descriptions no intervalo de 300 a 325 caracteres. Mas por que razão existem descrições que são cortadas no intervalo de caracteres entre 100 e 200, se estes estão em torno do número aconselhado para estas tags?

A verdade é que, analisando profundamente as Meta Descriptions, a MOZ verificou a existência de algumas singularidades:

   1. Fragmentos de Texto em vídeos

Examinando algumas das descrições cortadas com menos de 200 caracteres, verificou-se que várias delas correspondiam a fragmentos de texto de vídeos, que detêm um limite de número de caracteres mais curto.

Meta Descriptions vídeos

As Meta Descriptions de vídeos surgem geralmente num máximo de duas linhas, ficando restritas ao espaço que a miniatura do vídeo ocupa. No conjunto de dados analisados pela MOZ, 88% dos fragmentos de texto de vídeos foram cortados. No entanto, retirando estes fragmentos pertencentes a vídeos, apenas 32% das Meta Descriptions orgânicas foram cortadas pelo Google.

   2. Meta Descriptions pré-cortadas

Uma segunda particularidade verificada pela MOZ foi o facto de algumas tags de Meta Descriptions parecerem ser pré-cortadas, como se verifica no seguinte exemplo:

Meta Descriptions Pré-cortadas

O fragmento de texto do site Goodreads está entre os 150 caracteres –  o limite antigo de número de caracteres adequados a uma Meta Description. No entanto, vejamos a tag da Meta Description:

Tag Meta Description Pré-cortada

O fragmento de texto do Goodreads está a ser pré-cortado (o texto presente na tag termina com reticências), o que aconteceu com quase todas as Meta Descriptions do mesmo site analisadas pela MOZ. Este facto pode ocorrer devido a configurações de sistemas de Gestão de Conteúdos (CMS) ou pode ser uma escolha consciente da equipa de SEO do Website.

Assim, a MOZ reuniu todas as tags de Meta Descriptions originais para verificar dados pré-cortados, de forma a conseguir remover alguns dos problemas que poderiam estar a influenciar a análise aos caracteres das Meta Descriptions orgânicas presentes no Google.

 

Analisando de novo…

Retirando todos os fragmentos de texto cortados que correspondem a miniaturas de vídeos, bem como todos os restantes cuja Meta Descriptions termina com reticências, os dados da MOZ foram reduzidos a 26.766 fragmentos de texto (cerca de 30% dos 90 mil originais).

Assim, a distribuição de frequência do comprimento dos fragmentos de texto cortados pelo Google foi a seguinte:

Frequência Meta Description sem vídeo

Apesar de alguns dos valores da extremidade inferior esquerda terem desaparecido, as diferenças não são drásticas. Existem ainda alguns fragmentos de texto cortados com menos de 200 caracteres, sendo que alguns destes casos poderão corresponder a situações em que a MOZ não conseguiu aceder à tag original de Meta Descriptions.

No entanto, a maior parte dos fragmentos de texto estão a ser cortados a partir dos 275 caracteres. Nesta nova distribuição, a média de caracteres é de 309, enquanto a mediana é de 317 caracteres. Verifica-se que a distribuição apresenta cauda para a esquerda, pelo que não é uma distribuição simétrica, mas é nítido que a maioria dos cortes ocorre entre os 300 e 325 caracteres.

Quanto aos fragmentos de texto com mais de 350 caracteres, torna-se difícil analisá-los a partir do gráfico, mas o máximo de caracteres verificado totalizou os 375. Em alguns destes casos, o Google adiciona as suas próprias informações, como por exemplo a frase “Jump to” seguida de um link, permitindo aos usuários ir diretamente para secções de interesse.

 

Texto adicionado pelo Google a Meta Description

 

Valerá a pena adicionar Meta Descriptions?

Quando parece que o Google está a cortar, e até a reescrever, tantas descrições de página, há uma pergunta que se impõe: Valerá mesmo a pena adicionar tags de Meta Descriptions?

No conjunto de dados analisados pela MOZ, foram captadas com êxito 70.059 tags originais de Meta Descriptions. Destas, 35,9% foram usadas tal e qual como foram escritas nos fragmentos de texto exibidos.

Em 15,4% dos casos analisados, o Google usou a tag original de Meta Description, mas adicionou algum texto. Apesar do número parecer alto, na maioria dos casos o Google adicionou simplesmente algo ao final do fragmento de texto, de forma a completar melhor as frases. Assim, juntando as percentagens, há um total de 51,3% de casos em que o fragmento de texto exibido corresponde perfeitamente à tag de Meta Description, ou a continha na totalidade.

Do mesmo modo, a percentagem de casos em que o Google cortou alguma parte inicial ou final da tag de Meta Description foi 3,2% dos fragmentos de texto exibidos, o que a somar à percentagem anterior dá um total de quase 55% de casos em que o Google usa o todo ou uma parte da tag original de Meta Description. De referir também que esta percentagem é provavelmente maior, pois não se consegue contabilizar os casos em que o Google usou parte da descrição original da Meta Description, mas a modificou de alguma forma.

É ainda interessante referir que, em alguns casos, o Google reescreveu a Meta Description porque a mesma era demasiado curta ou não suficientemente descritiva, como o seguinte exemplo:

Meta Description Silent Night

 

No qual a tag original de Meta Description corresponde a:

Tag Meta Description demasiado curta

Assim, tudo se baseia numa questão de escrever uma Meta Description adequada e cativante. Para páginas críticas, escrever uma boa Meta Description é como escrever um anúncio, tendo de existir um valor real para que se gere interesse e cliques. Não há garantia de que o Google use o texto na totalidade, e esse facto pode ser frustrante, mas as chances estão a seu favor!

 

Qual o melhor limite a adotar?

Dada a confirmação parcial do Google acerca de um aumento do número limite de caracteres associados às Meta Descriptions, a MOZ sugeriu a aposta num limite de 300 caracteres como um número seguro para criar boas descrições das suas páginas web.

Apesar de alguns destes fragmentos de texto possam ser cortados, o ganho potencial de dar uma maior quantidade de informação aos utilizadores compensa esse risco relativamente baixo.

No entanto, esta maior quantidade de informação só deve ser dada quando for necessária. Os fragmentos de texto devem ser realmente úteis e encorajar cliques. Em parte, isso significa que só a informação-chave deve estar presente, pelo que não deve incluir texto na Meta Description que não dê relevância à mesma.

Assim, se tem vindo a limitar as suas Meta Descriptions para que correspondam aos originários 150 a 155 caracteres, ou se acha que uma maior quantidade de texto seria benéfica para criar interesse e aumentar o número de visitantes da sua página, experimente expandir a sua Meta Description e veja os resultados!

No Comments

    Leave a Comment